sexta-feira, 25 de novembro de 2011

A FORÇA DO GOVERNO: "PROFESSORES DECIDEM PELA NEGOCIAÇÃO SEM PARALISAÇÃO DAS AULAS". O CLIMA FOI TENSO DURANTE A ASSEMBLÉIA.

Professores estaduais decidiram pela continuidade das negociações com o Governo do Estado, sem paralisação das aulas, em assembleia no Ginásio Paulo Sarasate. O ginásio estava tomado pelos docentes e o clima ficou tenso, devido à insatisfação de alguns professores que defendiam uma nova paralisação. Grupos de estudantes da rede estadual também acompanharam o movimento.
O professor Reinaldo Mapurunga defendeu o retorno da paralisação, e chamou o sindicato de "pelego". Em sua fala, o presidente da Apeoc, Anísio Melo, posicionou-se favorável à manutenção das negociações. 
Após a votação, professores que queriam a volta da greve se revoltaram. O presidente da Apeoc, Anízio Melo, precisou ser escoltado por outros membros do sindicato, porque algumas pessoas queriam agredi-lo. 
Dentro do ginásio, houve confronto e quebra-quebra. Um grupo de docentes ainda se dirigiu ao lado de fora do ginásio e tentaram depredar um carro, que pensavam ser de Anízio Melo. Não há informaçao sobre feridos graves. 
O presidente da Comissão de Educação da OAB-CE, Edimir Martins, esteve na votação e defendeu que a assembleia deveria ter sido mediada por alguma entidade isenta à questão, como a Central Única dos Trabalhadores (CUT) ou a própria OAB. "O processo não devia ter sido regido pela Apeoc, que é a parte interessada no processo", disse Edimir à rádio O POVO/CBN. 
Ainda assim, segundo Edimir, a assembleia deve ser considerada legítima, a menos que alguma entidade queira contestar a votação judicialmente. 
Entenda o caso...
A crise entre os professores da rede estadual e o Governo Cid Gomes (PSB) começou em agosto deste ano, quando a categoria deflagrou uma greve que durou 63 dias. No último dia 7 de outubro, os professores decidiram suspender a greve, mas prometeram continuar na luta pelas reivindicações sob ameaça de nova interrupção.
Fonte: O povo

2 comentários:

  1. O governo pode até ter força, mas o eleitor, através do seu voto livre e democrático, tem mais ainda!
    Prezado Bené, o Governo, aliás, o Governador e sua corte estão no poder. Assim como um dia não estiveram eles poderão a não estar mais.
    Já o eleitor TEM o poder!!
    A menos que seja instaurado um Estado de Excessão em nosso Ceará é que o poder sairá das mãos do eleitor.
    Mas este eleitor tem que se politizar, tem que cobrar daqueles que receberam o voto dele, pois os eleitos é que são os verdadeiros servidores públicos.
    Infelizmente o que vemos é que está havendo uma grande inversão: o público está cada vez mais privatizado. Veja por exemplo, a Prefeitura Municipal de Sobral, vivem dizendo que a PMS é dos Ferreira Gomes. Não é, mas não é mesmo!!! A PMS é uma instituição da coletividade, da população, é pública! E não algo privado de um grupo político!
    Esse é o grande mal de nosso país. Os grupos políticos APODERAM-SE do que é PÚBLICO e o transformam em PRIVADO... Privado deles, claro!

    ResponderExcluir
  2. professor cançado de ser feito de besta25 de novembro de 2011 19:49

    Mais uma vez a APEOC se vende a Cid Gomes. E os colegas do interior e de Sobral, merecem está na merda que estão.
    Povo alienado, sem um mínino de senso crítico.
    Vamos trabalhar cambada de bestas.

    ResponderExcluir